Jornal britânico afirma que recessão no Brasil está chegando ao fim

Em um caderno especial, intitulado de “Reinventando o Brasil”, a publicação britânica destaca que após um ano difícil, a economia brasileira dá sinais de que a recessão está chegando ao fim. “Há sinais de que a recessão está terminando e que finalmente a nação está debatendo mudanças necessárias para construir um futuro mais sustentável”, diz o jornal.

Ao longo das 11 reportagens do especial, o Financial Times cita um estado de animação entre mercados e investidores “não sentido há muito tempo” e considera que existe um sentimento de que o Brasil está “caminhando novamente”. “O governo Temer partiu para reestrutura a economia brasileira de uma forma não vista há décadas”, avalia a publicação.

O jornal cita a reforma da Previdência Social, a modernização das leis trabalhistas, a abertura do setor de óleo e gás e o programa de concessões como exemplos da melhoria do ambiente econômico. “A lei do teto de gastos foi aprovada rapidamente e, para garantir que isso seja cumprido, o governo federal agora trabalha para aprovar uma reforma para corrigir um dos mais generosos e caros sistemas previdenciários e de pensão no mundo”, ressalta.

Enquanto isso, destaca o jornal, o Banco Central retomou as metas de inflação, que agora está abaixo do centro da meta de 4,5% e cortou empréstimos subsidiados do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), “um fardo para o Tesouro Nacional”, considera a publicação.

Reformas e otimismo

Com essa reportagem, o Financial Times se junta a um time de publicações estrangeiras que destacaram o efeito positivo das reformas econômicas na economia. Em abril, a revista norte-americana Time afirmou que o País passou a caminhar numa “direção promissora” após a consolidação do atual governo.

Nesse contexto, a revista avaliou que há razões para tanto otimismo, ao citar a reforma da Previdência Social – que está perto de ser analisada pela Câmara dos Deputados – e a modernização das leis trabalhistas.

Por sua vez, a prestigiada revista britânica The Economist acredita que os piores momentos da recessão ficaram para trás. A publicação citou a queda da inflação e das taxas de juros e ressaltou que o Brasil faz parte dos mercados emergentes que mais cresceram em termos mensais em anos.

Especializada em análises econômicas, a agência internacional de notícias Bloomberg considerou que a retomada do crescimento brasileiro é um “verdadeiro modelo” diante das economias globais.

INFORMAÇÃO: Portal Brasil.

Use o Facebook para comentar este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *