Descaso e desumanidade com idosos volta a se repetir em Aurora

As circunstâncias em que as pessoas são obrigadas a esperar para receber atendimento no Banco do Brasil de Aurora beira à desumanidade. Debaixo de um sol escaldante, pessoas precisam exercer paciência para esperar um atendimento que, por vezes, é bastante demorado. Os mais prejudicados são os aposentados e pensionistas.

A superlotação, a falta de respeito, o sofrimento e o descaso do Banco do Brasil de Aurora chega a um ponto estremo. Na manhã desta segunda-feira(29) por exemplo, na Agência dos Correios, localizada no centro da cidade, um fato causou revolta entre os clientes. De tanto esperar, o aposentado José Chagas, 76 anos de idade, residente no Sítio Malhada Funda, passou mal e desmaiou.

De acordo com a filha do idoso, ele se encontra internado no Hospital Geral Ignêz Andreazza, machucado e sentindo muitas dores, em virtude da queda sofrida no momento do desmaio.

Este é o segundo caso de descaso com idosos no município neste mês de janeiro. No último dia (26), um aposentado que aparentava cansaço teve que ser carregado nos braços por falta de cadeira no Banco do Brasil de Aurora. Populares indignados tiveram que se dirigir a recepção da instituição financeira onde pediram uma cadeira para que ele aguardasse o atendimento.

Idosos com mais de 60 anos têm direito ao atendimento preferencial. A medida está prevista na lei 13.466, que altera o Estatuto do Idoso, foi sancionada pelo presidente da República, Michel Temer (PMDB).

Como denunciar

Caso você flagre fatos desta natureza, basta acionar o Ministério Público e fazer valer o Código de Defesa do Consumidor, o Estatuto do Idoso e a lei que regulamenta o atendimento bancário. A promotoria dos Idosos disponibiliza os telefones: (85) 3252-6391/ 3452-6352. A denúncia também pode ser feita através do Alô Idoso: 0800.285.0880, disque 156, ou procure a Promotoria de Justiça do Município.

FONTE: Aurora Notícias.

Use o Facebook para comentar este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *