Cai liminar que proibia Vaquejada de Quixeramobim; atividades começam nesta quinta

A Associação Brasileira de Vaquejada conseguiu, nessa quarta-feira, derrubar a liminar concedida no último dia 30 de agosto que proibia a realização da Vaquejada de Quixeramobim, que acontece há 27 anos na cidade. Segundo a organização do evento, a decisão favorável da Justiça permitirá que a competição ocorra normalmente a partir desta quinta-feira, seguindo até sábado, no Clube do Vaqueiro, como previsto inicialmente.

O evento correu o risco de não acontecer neste ano após os promotores de Justiça da Comarca de Quixeramobim, Raqueli Castelo Branco Costenaro e Vicente Anastácio Martins Bezerra de Sousa, ingressarem com Ação Civil Pública na 1ª Vara da Justiça no Município, requerendo a anulação da competição, alegando maus-tratos e crueldade com os animais. O pedido foi deferido pela juíza Kathleen Nicola Kilian, que estabeleceu multa diária de R$ 100 mil caso a determinação fosse descumprida.

Apesar da decisão contrária da juíza, os organizadores do evento esperavam pela queda da liminar para realizar a vaquejada.
Organizador da competição, o empresário Sílvio Fernandes informou que não tinha a intenção de desobedecer a decisão judicial, mas que confiava que Emenda Federal 96 – aprovada recentemente, legalizando o esporte – prevaleceria na Justiça do Estado.

FONTE: Ceará Agora.

Use o Facebook para comentar este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *