Mortes por chikungunya sobem para 87 este ano no Ceará

Em duas semanas, mais 17 pessoas morreram vítimas de chikungunya no Ceará. Já são 87 mortes confirmadas pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), segundo dados do boletim epidemiológico, divulgado nesta sexta-feira (1º).

Entre os óbitos, 71 ocorreram em Fortaleza. O número de casos confirmados subiu para 82.017 mil. São 6.565 casos a mais em duas semanas.

Também foram confirmadas mortes nos municípios de Acopiara (2), Aracati (1), Beberibe (2), Caucaia (3), Itapajé (2), Maranguape (2), Marco (1), Morada Nova (1), Pacajus (1) e Senador Pompeu (1). A maior incidência das mortes continua sendo em homens, 55,2% dos casos.

Em 2017, foram notificados 121.165 casos suspeitos de chikungunya. Segundo a Sesa, apenas quatro municípios cearenses não notificaram casos suspeitos da doença.

Dengue e Zika:

Este ano, 12 pessoas morreram vítimas da dengue. Até o momento, o Ceará tem 86 casos confirmados de dengue com sinais de alarme (DCSA)
ocorridos nos municípios de Abaiara, Alto Santo, Aracati, Brejo Santo, Caucaia, Chorozinho, Crato, Fortaleza, Guaiúba, Iracema, Maracanaú, Marco, Piquet Carneiro, Quixadá, Russas e Tabuleiro do Norte.

Não há registro de mortes por zika. O número de casos confirmados este ano é 482, dos 3.175 casos suspeitos notificados.

Dos casos notificados, 1.167 foram em gestantes, sendo 64 confirmados, destes, 25 foram confirmados pelo critério laboratorial e 39 pelo critério clínico-epidemiológico.

FONTE: G1 – CE.

Use o Facebook para comentar este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *