No Cariri Delegacias de Defesa da Mulher promovem atividades voltadas para mulheres da região

As Delegacias de Defesa da Mulher do Crato e Juazeiro do Norte promovem diversas atividades voltadas para as temáticas de enfrentamento à violência doméstica e discussões sobre a Lei Maria da Penha. As atividades acontecem em frente à praça onde acontece a ExpoCrato, no município do Crato, Região do Cariri cearense. As ações têm apoio de diversas instituições parceiras como a Coordenadoria Especial de Políticas para as Mulheres do Ceará, a Prefeitura do Crato, o Conselho da Mulher, Guarda Municipal e as vinculadas da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) – Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar.

Entre os dias 9 e 16 de julho, são realizadas rodas de conversas com o objetivo de aproximar o público das políticas de valorização da mulher desenvolvidas pelos órgãos públicos e entidades da sociedade civil. Os encontros também são uma oportunidade para dialogar com diferentes atores da sociedade com o intuito de ouvir e sugerir propostas para a melhoria da prestação de serviço público na prevenção dos crimes de violência doméstica, como conta a titular da Delegacia de Defesa da Mulher do Crato, Wanini Dias. “Nosso objetivo é integrar as forcas de segurança e a rede de acolhimento aos anseios das mulheres da região, buscando melhorar a prestação de serviço à população”.

Durante a programação especial, foi lançado o projeto “Família em Paz”, projeto itinerante coordenado pela Delegacia de Defesa da Mulher do Crato, com apoio de 15 entidades governamentais e não governamentais, como a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Prefeitura do Crato, Defensoria Pública, Juizado Especial da Mulher, Guarda Municipal, Departamento Municipal de Trânsito e de Transportes (Demutran), Coordenadoria Especial de Políticas para as Mulheres do Ceará e entidades do Terceiro Setor. O projeto vai levar assistência social nas áreas da saúde, segurança e justiça para mulheres de comunidades rurais e em locais onde há mais registros de ocorrência de violência doméstica. As visitas devem acontecer uma vez a cada mês.

Nesta sexta-feira (14), a Lei Maria da Penha foi o assunto discutido na roda de conversa, com a presença de agricultoras rurais dos municípios da região do Cariri. O encontro contou com uma apresentação artística realizada pelo Serviço Social do Comércio (SESC) do Cariri. Na sexta (14), será a vez de discutir ações de combate às drogas na juventude.

FONTE: SSPDS.

Use o Facebook para comentar este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *